O uso da tecnologia nos esportes

O talento do time de futebol campeão do mundo em 2014, não foi a única estratégia que levou a seleção Alemã ao topo da competição. A federação alemã mantém uma parceria já de longa data com a SAP, gigante de tecnologia do país, com uma série de soluções, que fazem desde o estudo de cobranças de pênalti até a avaliação completa da movimentação de jogadores durante treinos e jogos, o pacote da SAP dá à comissão técnica acesso a um aparato tecnológico.

A poucos dias do início da Copa do Mundo de 2018, a atual campeã Alemanha renovou suas armas para buscar um novo título. Ainda com o 7×1 sobre o Brasil e a vitória por 1×0 sobre a Argentina na final frescos na memória, a seleção germânica tem, na busca de seu pentacampeonato, não só um elenco de atletas ainda forte, mas também o apoio tecnológico provavelmente mais avançado que o de qualquer outra seleção do mundial.

Dentro do setor de esportes, a SAP opera sobre três pilares. O primeiro, gestão de arenas esportivas baseada em um ERP SAP, que envolve áreas como contabilidade, venda de ingressos, administração de alimentação e planos de manutenção. Nesse modelo, a SAP trabalha atualmente com equipes da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) e a liga de basquete NBA.

O segundo pilar consiste em soluções voltadas para os torcedores presentes na arena, que podem fornecer capacidades de segunda tela, contando com informações em tempo real sobre a partida através de um login que o usuário pode fazer ao entrar no perímetro de rede do estádio.

O terceiro pilar de atuação da empresa na área de esportes é focado na melhoria da performance de jogadores em campo.

A SAP tem outros cinco clientes no futebol alemão – a lista de nomes inclui o Bayern de Munique e o Hertha de Berlim – ambos usuários em menor medida da tecnologia da empresa.

 

Inovação, a tecnologia nos esportes já mostra resultados no futebol brasileiro

 

No Brasil o Palmeiras comprou o sistema de gestão Business One, o ERP para pequenas e médias da SAP, tornando-se o primeiro clube de futebol brasileiro a se tornar cliente da multinacional alemã em 2013. Na ocasião o então presidente do clube, Paulo Nobre, disse que “Assim como as maiores empresas do mundo, com o software, conseguimos atingir o nível mais elevado de gestão e governança, tornando todos os nossos processos transparentes”, destacando que a estratégia adotada para inovar e investir em tecnologia faz toda a diferença. Em 2016 o time se tornou o maior de todos os campeões nacionais, ao ganhar o nono título do campeonato brasileiro.

O Grêmio trabalha com o SAP HANA desde 2014, e em 2017 o clube gaúcho voltou a conquistar o torneio continental e foi Tricampeão da Libertadores, depois de 22 anos de espera. O clube utiliza o software alemão para avaliar o rendimento do departamento de futebol com estatísticas em tempo real. Além disso, a solução integrou todas as áreas do clube – os principais processos de registro, controle e gestão foram contemplados. O que permite ao Grêmio que as informações sejam armazenadas em uma única base, com informações de compras, vendas, estoques, finanças, contábeis, fiscais e patrimoniais.

Em 2017, o São Paulo Futebol Clube também escolheu a SAP como seu novo Sistema de Gestão para unificar todos os processos de gestão do clube. Com essa iniciativa, o São Paulo que sempre foi referência de organização e planejamento, fez um investimento no futuro. “Ao apostar no uso das tecnologias mais avançadas para modernizar a gestão, reforçamos essa posição de vanguarda”, comenta o presidente Barros e Silva.

Recentemente o Atlético Mineiro, clube mineiro, também fechou a implantação do sistema de gestão para pequenas e médias empresas SAP Business One. O projeto envolverá integração de operações e promoção da melhoria no relacionamento com clientes, oportunidades de vendas, faturamento, compras, estoque, finanças e inteligência fiscal.

 

Match Insights

A estrela do time de inovações da SAP é o Match Insights, um software que trabalha principalmente via captação de imagens e é utilizado pela seleção alemã desde a Copa de 2014. O sistema capta a movimentação dos jogadores, traça linhas entre eles, grava o histórico da área percorrida no campo e permite entender com maior facilidade, por exemplo, em que situação um lateral deixa muito espaço em suas costas ao subir para o ataque.

 

 

As análises em geral se tornaram um componente importante da maneira como os atletas treinam. Se o torneio de 2014 representou uma vitrine dessas tecnologias, a Copa do Mundo de 2018 será muito mais cheio de dados, trazendo treinamento granular e análises de partidas em tempo real. Além dos recursos de análise de cada equipe, a FIFA aprovou o uso de tablets para treinadores no banco pela primeira vez. Cada uma das 32 equipes concorrentes terá a opção de usar tablets que forneçam informações em tempo real sobre as métricas dos jogadores, dados posicionais e imagens de vídeo.


Fontes:
https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2018/06/como-alemanha-pretende-usar-tecnologia-para-ganhar-copa-do-mundo-2018.html
http://www.brasilalemanhanews.com.br/lifestyle/palmeiras-moderniza-gestao-com-aplicacao-da-sap
https://news.sap.com/brazil/2014/07/gremio-inova-com-tecnologia-para-gerir-o-desempenho-de-jogadores-e-modernizar-a-gestao-do-clube
https://news.sap.com/brazil/2017/09/sao-paulo-fc-modernizara-gestao-com-sistema-digital-utilizado-pelas-maiores-empresas-do-mundo
https://www.baguete.com.br/noticias/14/06/2018/atletico-mineiro-vai-de-sap-business-one
https://oglobo.globo.com/esportes/copa-2018/aplica-tite-filho-do-tecnico-vai-dissecar-rivais-em-tempo-real-na-copa-1-22748079

About Megazine

Notícias, cases e conteúdo sobre soluções de negócios
View all posts by Megazine →

Comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.