Investimentos em infraestrutura de TI em nuvem supera investimentos em infraestrutura tradicional, segundo pesquisa IDC

Dados recentemente divulgados pela International Data Corporation (IDC), apontam que a receita de vendas de produtos de infraestrutura de TI (servidor, armazenamento corporativo e rede Ethernet) para ambientes de nuvem, inclusive públicos e nuvem privada, cresceram 47,2% no terceiro trimestre de 2018.

O relatório aponta que as receitas trimestrais em nuvem pública de infraestrutura de TI mais que dobraram nos últimos dois anos, um crescimento em torno dos 56,1%, enquanto que as receitas com infraestrutura de nuvem privada cresceram metade, 28,3%. A IDC, uma das principais provedoras global de inteligência de mercado, começou a rastrear implementações de infraestrutura de TI em diferentes ambientes desde de 2013.

Desse período para cá, a nuvem pública representou a maior parte dos investimentos em infraestrutura de TI em nuvem e em 2019 a IDC espera que essa parcela chegue a 68,8% com receitas em infraestrutura de nuvem pública crescendo a uma taxa anual 44,7%, em nuvem privada tendência de crescimento na casa dos 23,3%.

Foi a primeira vez que a receita trimestral de fornecedores de vendas de produtos de infraestrutura de TI em nuvem ultrapassou a receita de vendas em ambientes de TI tradicionais, representando 50,9% do total das receitas de fornecedores de infraestrutura de TI, contra 43,6% um ano atrás. No entanto, para todo o ano de 2018, os gastos em infraestrutura de TI em nuvem permanecerão abaixo da marca de 50% em 47,4%. Os investimentos em todos os três segmentos de tecnologia em ambientes de TI em nuvem deverão apresentar crescimento de dois dígitos em 2019. As plataformas computacionais terão o crescimento mais rápido, com 59,1%, enquanto os gastos com switches Ethernet e plataformas de armazenamento crescerão 18,5% e 20,4%, respectivamente.

A taxa de crescimento do segmento de infraestrutura de TI tradicional (sem nuvem) desacelerou a partir do primeiro semestre do ano para 14,8%, o que ainda é excepcional para esse segmento de mercado. Para o ano todo, os gastos mundiais em infraestrutura de TI tradicional sem nuvem deverão crescer 12,3% à medida que o mercado passa por um ciclo de atualização de tecnologia. Até 2022, espera-se que a infraestrutura de TI tradicional representará apenas 42,4% do total mundial dos recursos destinados para infraestrutura de TI (queda em relação aos 52,6% em 2018).

O crescimento da receita foi o mais rápido na Ásia / Pacífico (excluindo o Japão), com 62,6% ano a ano, com a China crescendo a um ritmo ainda mais alto, de 88,7%. Outras regiões que mais cresceram foram o Japão (48,2%), EUA (44,2%) e Canadá (43,4%).

Leia matéria publicada aqui no blog com Os 6 mitos mais comuns sobre a computação em nuvemcomputação em nuvem

 


Fonte: https://www.idc.com/getdoc.jsp?containerId=prUS44670519

About Megazine

Notícias, cases e conteúdo sobre soluções de negócios
View all posts by Megazine →

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.